Boletim Gestal #76

N.076 25/02/2011    
   

 

• CONSUMO DE ENERGIA CRESCERÁ
   4,8% AO ANO NO BRASIL ATÉ 2020
• GESTAL 14 ANOS
• UNIVERSO DE ENERGIAS
• MÓDULO OPC SERVER

Dois links interessantes para quem quiser saber mais notícias sobre energia elétrica:
Canal Energia
Energia Online

Bem vindos ao nosso BOLETIM INFORMATIVO o qual tem por finalidade divulgar aos nossos clientes e ao mercado em geral notícias sobre a GESTAL e sobre o segmento de energia elétrica.

Como vocês já perceberam nossos boletins sempre possuem uma informação  verdadeiramente exclusiva que nos diferencia de nossa concorrência além de apresentar novas tecnologias desenvolvidas com o intuito de economizar tempo e dinheiro dos consumidores finais, mantendo a mesma robustez e confiabilidade de sempre.

Boa leitura !

 


GESTAL 14 ANOS

No último dia 25 a GESTAL completou 14 anos de atuação no mercado nacional de gerenciamento de energia elétrica e utilidades.

Durante todos estes anos mantivemos os mesmos propósitos e padrões em relação aos produtos e serviços ofertados, procurando inovar sempre mas com confiabilidade e preços justos.

Como é de praxe gostaríamos de agradecer àqueles que acreditaram em nós desde o início e que de alguma forma se relacionam conosco, mesmo que esta relação não seja apenas comercial.

E aproveitamos esta oportunidade para comunicar a todos que muitas novidades estarão por vir ainda neste semestre; novidades estas que preencherão lacunas de necessidades pleiteadas pelo mercado e que podem ser satisfeitas dentro do potencial de nossos colaboradores.

Simples e inteligente!

 

Consumo de energia crescerá 4,8% ao ano no Brasil até 2020

Ter, 22 de Fevereiro de 2011 05:37

Um estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia, mostra que o consumo de energia elétrica no Brasil crescerá, em média, 4,8% ao ano até 2020. Segundo a estimativa da EPE, o consumo sairá do patamar de 456,5 mil gigawatts-hora (GWh) em 2010 para 730,1 mil GWh em 2020.

A pesquisa foi feita com base numa projeção de crescimento da economia brasileira de 5% ao ano. O setor que mais deve crescer é o comercial, com taxa média anual de 6%. Já os setores industrial e residencial devem crescer 4,8% e 4,5% por ano, respectivamente.

O estudo também prevê ganhos de eficiência no consumo de energia elétrica, o que poderá gerar uma economia de até 33,9 mil GWh no ano de 2020, isto é, 4,5 mil megawatts (MW) médios, o mesmo que será gerado, em média, pela Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará.

A autoprodução, isto é, o reaproveitamento de resíduos da produção industrial como combustíveis para a própria indústria (como ocorre em petroquímicas e no segmento sucroalcooleiro, por exemplo), deverá crescer 6,6% por ano. As informações são da Agência Brasil.
(Redação - Agência IN).

MÓDULO OPC SERVER

OPC é a sigla para “OLE for Process Control”, onde OLE significa “Object Linking and Embedding”. Este é o nome dado a uma interface padronizada de comunicação que foi criada na tentativa de minimizar os problemas relacionados à inconsistência dos “drivers” de equipamentos industriais de diferentes fabricantes.

Os equipamentos dotados de comunicação via OPC (CLPs, robôs, etc.) disponibilizam dados internos em uma interface simplificada, onde aplicações externas podem interagir com a leitura e/ou escrita de valores em parâmetros, registradores de programas, resultados, etc. Cada fabricante disponibiliza os dados mais convenientes, de acordo com o equipamento.

A intermediação da comunicação entre aplicação cliente e equipamento é realizada por um servidor OPC (OPC Server). Este servidor possui os “drivers” referentes aos equipamentos suportados, e de acordo com o modelo configurado, disponibiliza a região de dados específica.

Por exemplo, em uma comunicação com o nosso SMART SERVER, é possível ler as variáveis de supervisão ou até mesmo comandar saídas digitais.

A escolha é sua!

 

UNIVERSO DE ENERGIAS

 

Vivemos em um Universo de energias.

Sem isso, a máquina vital não se moveria. Energia é vida, mas, afinal, o que é de fato essa energia? Na tradição indiana, é chamada prana. Para os chineses, é energia ki ou c'hi. Para os cabalistas, chama-se luz astral. No Ocidente, Paracelso, na Idade Média, chamou essa energia de Illiaster (força vital ou matéria vital). O matemático Helmont, no século XII, visualizou no ar pequenas bolhas de energia brancas e transparentes, que chamou de fluido universal.

Willian Kilner (1911) relatou, em seus estudos, que o Campo de Energia Humano era "como se existisse uma tela sutil ou filtro "como uma névoa que brilha ao redor de nosso corpo". O Dr. Wilhelm Reich estudou o orgone, que é a mesma energia. O Dr. Karagulla, a Dra. Kunz, o Dr. John Pierrakos, e muitos outros provaram que existem memórias das experiências que passamos em nossas vidas, registradas e armazenadas nos tecidos do nosso corpo. Os Campos de Energia (termo que Barbara Brennan, curadora, terapeuta e cientista da Nasa), foram medidos em laboratório por todas essas pessoas.

Os físicos consideram essas energias como um estado sutil existente entre a energia conhecida e a matéria. Os estudos científicos mostram que esses Campos têm movimentos semelhantes aos de um fluido, como as correntes de ar ou de água, e fluem para dentro e fora do corpo. São partículas minúsculas e até subatômicas "plasma ou bioplasma" carregadas e em movimento constante.

Quando o sol estiver brilhando no céu, observe você mesmo. Olhe para o alto e espere alguns segundos. Rapidamente você notará pequenas bolhas de energia saltitando de um lado para outro, sem parar. Esse é o movimento da vida, a manifestação de uma energia cósmica. Essa energia está envolvida em todos os processos vitais como a respiração, os movimentos, os sentimentos, os pensamentos, nossa personalidade e até nosso corpo, que é uma forma de energia mais condensada, e vive dentro desses campos de energia mais sutil.

Eunice Ferrari

Para ser removido de futuros correios simplesmente responda indicando no assunto: REMOVER.
Todos os direitos reservados. Copyright 2004 © GESTAL


Receba nosso Boletim



Seguir


Salve em favoritos