Boletim Gestal #78

N.078 28/11/2011    
   

 

• Consumidor vai pagar tarifas de
   energia diferentes por horário
   e época do ano
• DVIX
• Gestão de eficiência energética
   é foco de novo padrão ISO
• PROCEL INFO

Dois links interessantes para quem quiser saber mais notícias sobre energia elétrica:
Canal Energia
Energia Online

Bem vindos ao nosso BOLETIM INFORMATIVO o qual tem por finalidade divulgar aos nossos clientes e ao mercado em geral notícias sobre a GESTAL e sobre o segmento de energia elétrica.

Como vocês já perceberam nossos boletins sempre possuem uma informação  verdadeiramente exclusiva que nos diferencia de nossa concorrência além de apresentar novas tecnologias desenvolvidas com o intuito de economizar tempo e dinheiro dos consumidores finais, mantendo a mesma robustez e confiabilidade de sempre.

Boa leitura !

 


A DVIX Engenharia e Consultoria atua nas áreas de gerenciamento de energia elétrica e instalações elétricas e tem como missão oferecer soluções nestas áreas com confiabilidade, aplicando todas as normas técnicas e regulamentadoras em vigor e boas práticas relacionadas. Além disso compromete-se com o desenvolvimento sustentável e superação das expectativas dos clientes. Suas atividades tiveram início em junho de 2011.

Em agosto de 2011 o serviço de Gestão de Energia Elétrica da DVIX passou a ser adequado com o objetivo de atender aos requisitos da ISO 50001, norma lançada em julho de 2011 contendo procedimentos para o estabelecimento, implementação, manutenção e melhoria de um sistema de gestão da energia.

Em setembro de 2011, a DVIX passou a representar a GESTAL na região norte do estado do Paraná creditada a realizar todo processo de implementação dos produtos (equipamentos e softwares), desde a identificação de oportunidades, especificação das aplicações e serviços até o comissionamento e pós-venda dos mesmos.

Simples e inteligente!

 

Consumidor vai pagar tarifas de energia diferentes por horário e época do ano

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (22/11) uma nova estrutura tarifária. O objetivo é estabelecer também para os consumidores residenciais e comerciais de baixa tensão a cobrança de diferentes tarifas a cada momento do dia. Com isso, o preço pago pela energia deve ficar mais próximo ao custo real de operação do sistema. Nos horários de pico, o MWh sai mais caro, enquanto, fora dos instantes de maior demanda, fica mais barato.

As mudanças constam do módulo 7 dos Procedimentos de Regulação Tarifária (Proret), votado pela agência. Uma das novidades é a criação da “tarifa branca”, que terá três postos: ponta, fora de ponta e intermediário. O consumidor, porém, terá a opção de adotar ou não a cobrança diferenciada, que será baseada nos horários de pico da área de concessão de cada distribuidora.

Haverá, ainda, as chamadas “bandeiras tarifárias”, que poderão mudar todo mês, de acordo com a variação do Custo Marginal de Operação (CMO) e do Encargo de Serviços de Sistema (ESS). Haverá as bandeiras verde, amarela e vermelha, refletindo melhor os custos de geração.

A Aneel previa utilizar 2012 como “ano teste” da metodologia, mas a data foi alterada, passando 2013 a ser o marco inicial. Nesse ano, os consumidores poderão ver em suas contas o quanto pagariam caso a novidade já estivesse sendo adotada de fato. Em 2014, acabam os testes e a mudança vira realidade.

Parte dessas novidades, porém, como a “tarifa branca” depende de medidores eletrônicos para ser adotada na prática.

Fonte: http://www.jornaldaenergia.com.br

PROCEL INFO

O Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) lançou, na seção de publicações técnicas do Procel Info, sete guias técnicos relacionados à questão de eficiência energética em edificações. A publicação de tais guias pretende incentivar e disseminar os conceitos de eficiência energética em edificações no setor da construção civil. Os guias abordam diferentes aspectos do assunto, estando divididos em: Acústica Arquitetônica, Clima Urbano e Eficiência Energética nas Edificações, Desempenho Térmico e Eficiência Energética nas Edificações, Eficiência Energética em Edificações e Equipamentos Eletromecânicos, Eficiência Energética nos Edifícios e Sustentabilidade no Ambiente Construído, Iluminação Natural e Artificial e, por fim, Ventilação Natural em Edificações.

No guia de Acústica Arquitetônica, conceitos e definições sobre a acústica aplicada à arquitetura e à construção civil são apresentados, com uma análise sobre a produção, a propagação e a recepção de sons.

As características de materiais de construção, seu desempenho e uma correta especificação para o conforto ambiental, bem como os aspectos envolvidos no processo de produção dos espaços urbanos e os impactos ambientais nas cidades são abordados no guia de Clima Urbano. A publicação apresenta conceitos de clima em conjunto com os de urbanização de modo a possibilitar a coexistência harmônica entre planejamento urbano e qualidade do meio ambiente.

O Guia Procel Edifica - Desempenho Térmico, sugere noções básicas que podem ser incorporadas ao processo de concepção arquitetônica, com informações para o início da abordagem bioclimática do projeto sujeito à climatização mista, com opção prioritária pelo condicionamento natural.

O guia sobre Equipamentos Eletromecânicos apresenta conceitos e características de aparelhos utilizados em edificações como condicionadores de ar, ventiladores de teto e sistemas de iluminação.

No guia de Iluminação é possível encontrar questões e conceitos relativos à iluminação natural e artificial em edificações, e o seu rebatimento na arquitetura como critérios básicos de projeto. O guia oferece também diretrizes para abordagem dos diferentes assuntos da área de iluminação dos edifícios.

Visando reduzir o impacto ao meio ambiente, o Procel lança também o guia de Sustentabilidade para edifícios. No documento, é possível conhecer diversos conceitos associados ao desenvolvimento sustentável, fundamentalmente mediante o uso eficiente de energia. Além disso oferece um panorama acerca dos impactos das diversas formas de geração de energia, entre outros.

Fonte: http://www.procelinfo.com.br

 

Gestão de eficiência energética é foco de novo padrão ISO

As medidas de eficiência energética passaram a ter desde junho deste ano uma norma internacional de gestão aos moldes dos já conhecidos padrões de qualidade ISO.

A ISO 50001, anunciada oficialmente pela American National Standards Institute (ANSI) e que conta com a participação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) no seu desenvolvimento, pretende influenciar empresas para que estas alcancem uma redução de mais de 60% em seu consumo de energia.

O comunicado de lançamento ressalta que, à medida que os preços de energia crescem e os governos clamam por segurança energética, a demanda por ferramentas de eficiência tem se tornado cada vez mais evidente. “A eficiência energética às vezes é chamada de 'combustível esquecido', já que o assunto costuma ser ignorado nas discussões sobre fontes alternativas”, afirma o chefe do projeto Edwin Piñero.

A norma enfatiza a otimização contínua, com especificações para se estabelecer, implantar, manter e melhorar os sistemas de gestão de energia. O secretário-geral da ISO, Rob Steele, vê o processo como responsabilidade dos consumidores. “Organizações não podem controlar o preço da energia, as políticas públicas ou a economia global, mas podem melhorar a maneira com que usam a energia”.

A ISO 50001 é baseada nos mesmos elementos encontrados nas demais normas, sendo compatível com os selos ISO 9001 (qualidade de gestão) e ISO 14001 (gestão ambiental). Mais detalhes sobre o padrão estão no portal da ANSI.

Fonte: http://www.jornaldaenergia.com.br

Para ser removido de futuros correios simplesmente responda indicando no assunto: REMOVER.
Todos os direitos reservados. Copyright 2004 © GESTAL


Receba nosso Boletim



Seguir


Salve em favoritos