Boletim Gestal #77

N.077 09/05/2011    
   

 

• REAJUSTE DA LUZ SUPERA
   PEDIDOS DO SETOR
• 8º CONGRESSO BRASILEIRO DE
   EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
• REDUZIR A CONTA DE LUZ TAMBÉM
   É SUSTENTÁVEL
• ALOG DATA CENTERS DO BRASIL

Dois links interessantes para quem quiser saber mais notícias sobre energia elétrica:
Canal Energia
Energia Online

Bem vindos ao nosso BOLETIM INFORMATIVO o qual tem por finalidade divulgar aos nossos clientes e ao mercado em geral notícias sobre a GESTAL e sobre o segmento de energia elétrica.

Como vocês já perceberam nossos boletins sempre possuem uma informação  verdadeiramente exclusiva que nos diferencia de nossa concorrência além de apresentar novas tecnologias desenvolvidas com o intuito de economizar tempo e dinheiro dos consumidores finais, mantendo a mesma robustez e confiabilidade de sempre.

Boa leitura !

 


Reduzir a conta de luz
também é sustentável

03/03/2011
O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) divulgou no mês passado o estudo Sustentabilidade: a vantagem competitiva de quem a incorpora, no qual pesquisadores classificam dois tipos de empresa: aquelas que assimilaram práticas sustentáveis à sua agenda e aquelas que, embora apoiem as causas da sustentabilidade, ainda estão mais focadas em redução de custo, eficiência material e mitigação de riscos.

O estudo identifica práticas das empresas que incorporaram e praticam conceitos e já começam a definir o que é uma gestão sustentável: agilidade, mesmo quando não se dispõe das informações necessárias; autenticidade e transparência com os colaboradores e fornecedores. Além disso, entre as preocupações das companhias está a necessidade de combater o desperdício de energia a partir do aumento da eficiência dos processos produtivos.

Essa preocupação das corporações globais tem sido pouco percebida entre as empresas brasileiras quando tratam da sustentabilidade. Apesar do alto custo do insumo, não há uma preocupação tão grande com o tema. Uma hipótese para isso é o fato de a matriz elétrica brasileira ser uma das mais limpas do mundo, com mais de 80% da eletricidade produzida em hidrelétricas. Isso faria com que as empresas nacionais já consideras sem suas opções sustentáveis quando se fala de energia.

Vale lembrar também que essa postura pode ser associada a um elemento cultural. Para muitas empresas brasileiras, sustentabilidade ainda é um conceito ligado muito mais à questão ambiental, sem considerar as demais vertentes que compõem o conceito, a questão social e a econômica. Além de ignorar o impacto econômico do custo da energia nas operações das empresas, esse raciocínio desconsidera o fato de que todas as formas de geração de energia causam impactos ambientais.

Evidentemente que uma térmica a carvão, que produz diversos poluentes devido à queima do combustível, terá impactos mais significativos no ambiente do que uma hidrelétrica, principalmente tendo em vista as emissões de gás carbônico das térmicas nesses tempos de aquecimento global. Contudo, mesmo as hidrelétricas têm impactos significativos, devido ao alagamento de áreas e outras modificações no ambiente em que estão localizadas.

Além disso, é preciso entender que o desperdício que resulta em um consumo excessivo e desnecessário contribui para a necessidade de expansão contínua do parque gerador. O aproveitamento inclui longas linhas de transmissão para que a energia chegue até os centros de carga, que também impacta o ambiente. Por fim, o parque gerador brasileiro também exige a complementaridade com térmicas, que, mesmo não sendo a carvão, contribuem para o famigerado efeito estufa.

Isso mostra que, embora as empresas brasileiras tenham um diferencial em relação às dos outros países, ações em favor da redução do desperdício merecem espaço. Podem não significar tanto em termos de redução de emissões de gases de efeito estufa, mas contribuem para a redução do impacto ambiental de suas operações. Além disso, auxiliam a diminuir a conta de luz, ao mesmo tempo que buscam a sustentabilidade no que se refere à questão econômica.

Fonte: Brasil Econômico

Simples e inteligente!

 

Reajuste da luz supera
pedidos do setor

28/04/2011
Agência reguladora autoriza alta na conta maior que a pedida por distribuidoras e acima da inflação em SP, RJ e MG

CPFL pede alta de 6,7% e tem aumento de 7,7%; Ampla (RJ) pede 9,5%, mas ganha 11,8%; alta foi de 186% na década.

Brasí­lia - Em tempos de escalada da inflação, os reajustes das tarifas de energia estão acima do que foi pedido pelas empresas neste ano. Os clientes da concessionária Ampla, que atua no Estado do Rio de Janeiro, tiveram aumento de até 11,8% nos preços, mas a empresa havia pedido majoração entre 6,43% e 9,55% à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica.

A Cemig (MG) pediu para aumentar a tarifa em até 8,8%, mas foi permitida correção de 9,02% para os clientes industriais. Na CPFL, que havia pleiteado 6,71%, houve reajuste de até 7,72%. Na Enersul (MS), a correção está ainda mais salgada: os consumidores residenciais vão chegar a pagar 18,57% a mais em suas faturas a partir de maio. A empresa havia sugerido aumento de 17,56%.

A partir de maio, cerca de 61 milhares de pessoas nesses quatro Estados (RJ, MG, SP e MS) pagarão mais pela energia. Os í­ndices de correção são definidos pela Aneel com base em dados enviados pelas concessionárias de eletricidade, que calculam suas despesas administrativas, custos com compra e transporte de energia, dentre outros gastos, e sugerem o valor a ser corrigido.

A agência disse, por meio da assessoria, que usa uma fórmula matemática prevista em lei e que o í­ndice proposto é o máximo que as empresas têm o direito de praticar, mas que estão livres para aplicar um reajuste menor. As empresas, porém, sempre usam o teto.

Em alguns casos houve o contrário mas em todos os casos, os reajustes ficaram acima da inflação acumulada desde o aumento anterior, em datas diferentes para cada distribuidora.

Nos últimos dez anos, o aumento acumulado das tarifas de energia chegou a 186%, enquanto no mesmo perí­odo o IGP-M subiu 124% e o IPCA (í­ndice oficial de inflação do governo) acumulou 86%. Os dados são da Abrace (Associação Brasileira dos Grandes Consumidores de Energia Elétrica).

Fonte: Folha de S. Paulo
Autor: Leila Coimbra

A ALOG Data Centers do Brasil é um dos principais data centers Carrier neutral do Brasil responsável pela hospedagem do SMART WEB da GESTAL.

Atende aproximadamente 1.200 clientes corporativos em seus dois data centers nas capitais do Rio de Janeiro e São Paulo. Hoje a companhia está expandindo sua presença ao construir um terceiro data center em Tamboré, que fica a 40 minutos da cidade de São Paulo. 1ª fase da obra será entregue já em março de 2011. Combinados, os três data centers da ALOG somam 3.600 m² de piso elevado.

A ALOG conta com 410 profissionais qualificados para prover soluções de colocation, hosting gerenciado e cloud computing de alta complexidade. Soluções customizadas, desenvolvidas especialmente para sua empresa, garantem flexibilidade nos nossos pacotes de serviços.

Para entrega dos serviços de TI, a ALOG segue as orientações do ITIL e tem qualidade assegurada por um sistema de gestão certificado pela ISO 9001:2000, tendo ainda recebido o selo SAS70 nível II – regulamentação norte-americana complementar à Lei Sarbannes-Oxley e obrigatório a todas as empresas de TI cujos clientes possuam ações na Bolsa de Nova York.

Veja mais em: www.alog.com.br

A escolha é sua!

 

8º Congresso Brasileiro de Eficiência Energética

O COBEE, Congresso Brasileiro de Eficiência Energética, em sua oitava edição, é um evento essencial para empresas que procuram formas de aumentar sua eficiência e tornar seus processos produtivos mais sustentáveis.

No evento sua empresa terá acesso a tecnologias e casos de sucesso na aplicação da eficiência energética em processos industriais e edificações. Também terá acesso a importantes fornecedores de soluções em eficiência energética, que estarão expondo na ExpoEficiência Energética e a um ambiente de networking qualificado, pois o público do evento é composto de especialistas e executivos de grandes empresas.

Maiores informações no link www.cobee.com.br

A GESTAL mais uma vez estará presente neste evento expondo seus mais recentes lançamentos em ferramentas e serviços.

Até lá !

Para ser removido de futuros correios simplesmente responda indicando no assunto: REMOVER.
Todos os direitos reservados. Copyright 2004 © GESTAL


Receba nosso Boletim



Seguir


Salve em favoritos