Boletim Gestal #68

N.068 25/11/2009    
   


 



• CONSUMIDORES PERDEM
   R$ 1 BILHÃO POR ANO
• FIAT
• LEITURA DOS CICLÔMETROS DOS
  MEDIDORES DE ENERGIA
• EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM LINS

Dois links interessantes para quem quiser saber mais notícias sobre energia elétrica:
Canal Energia
Energia Online

Bem vindos ao nosso BOLETIM INFORMATIVO o qual tem por finalidade divulgar aos nossos clientes e ao mercado em geral notícias sobre a GESTAL e sobre o segmento de energia elétrica.

Como vocês já perceberam nossos boletins sempre possuem uma informação  verdadeiramente exclusiva que nos diferencia de nossa concorrência além de apresentar novas tecnologias desenvolvidas com o intuito de economizar tempo e dinheiro dos consumidores finais, mantendo a mesma robustez e confiabilidade de sempre.

Boa leitura !

 


Compromisso com o Brasil, pioneirismo e inovação como características marcantes, produtos de alta qualidade e tecnologia, design admirado, respeito ao consumidor e responsabilidade social. Estes atributos compõem o perfil da Fiat Automóveis que está instalada em Betim (MG), desde 1976. É uma das empresas automobilísticas com maior crescimento no mercado brasileiro e líder de vendas no setor.

Para controlar os seus sistemas, facilitar a análise da eficiência energética e dos insumos mais utilizados como água e ar comprimido, a FIAT conta com o sistema Smart Base GESTAL desde 1998. Com o desenvolvimento das telas especiais no Software Smart32, a leitura das informações ficam mais fáceis. Após a implantação do sistema, a Fiat possui leituras em tempo real e alarmes dos principais sistemas operacionais para a empresa. Além disso, tendo no controle de demanda instantânea a possibilidade de monitorar o consumo de energia elétrica em tempo integral e possíveis ajustes de imediato.

Os insumos monitorados são de Energia Elétrica, Ar comprimido, Água Potável e Água Industrial. Dentro do sistema, o operador pode ver um andamento do consumo diário e mensal e comparar com as Metas diárias e Takes mensais previamente configurados.

Clientes como a FIAT comprovam a flexibilidade dos sistemas GESTAL, bem como a política de relacionamento praticada pelos departamentos de pós-vendas e suporte, possibilitando a melhoria contínua das ferramentas disponíveis em cada aplicação.

A escolha é sua !

 

CONSUMIDORES PERDEM
R$ 1 BILHÃO POR ANO

Problema está no critério adotado para aplicação do reajuste tarifário, que não captura ganhos esperados com a demanda futura

Os consumidores brasileiros pagam R$ 1 bilhão a mais por ano pela energia elétrica devido a um erro no cálculo das tarifas aplicadas nas contas de luz. A falha se repete desde 2002, período durante o qual pode ter sido sacado do bolso do consumidor uma cifra estimada em R$ 7 bilhões. O governo sabe do problema há dois anos, mas não tomou nenhuma medida efetiva para resolvê-lo.

O valor indevido é cobrado de todos os consumidores regulares das concessionárias de energia elétrica.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), responsável pelos cálculos, admite que o erro faz o consumidor pagar valores indevidos às concessionárias desde 2002, ano da publicação de uma portaria apontada como o foco do problema.

O valor pago a mais engorda a receita das distribuidoras, que desde então se apropriam do recurso. A Aneel condena a atitude. Afirma que o ato é "eticamente discutível", mas diz que não dispõe de nenhum mecanismo para exigir a devolução do dinheiro ou uma compensação para o consumidor.

O erro começa no reajuste tarifário, aplicado todos os anos, exceto no ano da revisão tarifária. Ao aplicar o reajuste, a Aneel o faz sobre a receita total dos 12 meses anteriores. A agência concluiu que o correto seria aplicar o reajuste sobre a receita futura, não a dos 12 meses anteriores. Só assim o modelo captaria o aumento de demanda. É aí que está a falha.

Então o consumidor paga mais do que devia para a distribuidora custear os 11 encargos setoriais embutidos na tarifa, que financiam do programa federal para a baixa renda Luz para Todos ao custeio da compra de combustível para as térmicas amazônicas. Essa conta é rateada todos os anos para as distribuidoras, que a repassam aos consumidores.

Pelo atual modelo, isso só não ocorreria se houvesse queda no consumo de energia, o que em regra não ocorre. Em geral, segundo cálculo do próprio governo, o mercado brasileiro de energia elétrica cresce à taxa de 5,1% ao ano. Sem providências para consertar o problema, o consumidor seguirá pagando mais pela energia.

LEITURA DOS CICLÔMETROS DOS MEDIDORES
DE ENERGIA

Com o advento da automação industrial ou predial tornou-se comum a existência, numa mesma instalação, de unidades inteligentes ou simplesmente coletoras de informações de fabricantes distintos e com protocolos de comunicação também distintos. A gestão centralizada dessas informações passou a ser um desafio para os usuários que não podem perder tempo analisando dados distribuídos.

Por exemplo no caso de um sistema de rateio de custos que necessite identificar o consumo dos condôminos (KWh) tendo como referência os dados registrados no ciclômetro do multimedidor de energia elétrica.

Pensando nisso e visando compensar uma eventual falta de memória de massa nos medidores de energia elétrica, a GESTAL desenvolveu no supervisório SMART32 um recurso padrão que lê os "ciclômetros" destes medidores e gera um relatório entre duas datas (período) de leitura.

Com isto, mesmo que haja qualquer falha de comunicação a partir do medidor, ou seja, do medidor para o gerenciador e deste para o supervisório, nosso sistema é capaz de, por diferença, apresentar o consumo durante o período de "falha" , não necessitando portanto da memória de massa do medidor.

Simples e inteligente !

 

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
EM LINS

A Pró-Reitoria de Pesquisa da Unilins promoveu, de 19 a 29 de outubro, o CONECTE 2009 – Congresso de Educação Ciência e Tecnologia. Esse ano, o tema adotado foi "Ciência e Conservação de Energia", trazendo informações do mercado ao ambiente acadêmico.

Com a proposta de uma programação rica em palestras e mini-cursos, ministrado por professores da casa e profissionais convidados, a GESTAL participou do evento oferecendo a palestra "Ferramentas de Gerenciamento de Energia Elétrica para Eficientização Energética".

O tema abordado pela GESTAL revela como são utilizadas as ferramentas, bem como a importância das mesmas para mensurar os gastos com energia e demais insumos. Além disso, foram apresentados cases de sucesso com informações de eficiência econômica e energética, fundamentando na prática a necessidade e os benefícios trazidos pela aquisição de tais ferramentas.

Lembramos que Eficiência Energética é um conjunto de ações sobre os equipamentos de uma instalação, processo, iluminação, climatização e outros sistemas que tenham potencial de economia, visando a redução do impacto energético. É hoje a solução mais econômica, eficaz e rápida para minimizar impactos ambientais acarretados pela utilização da energia.

Para ser removido de futuros correios simplesmente responda indicando no assunto: REMOVER.
Todos os direitos reservados. Copyright 2004 © GESTAL


Receba nosso Boletim



Seguir


Salve em favoritos